Blog

Pipeline de liderança: o que é e porque ajuda no desenvolvimento de líderes de sucesso?

Postado dia 19/08/2019
Continue Lendo Resiliência: porque desenvolvê-la é essencial para ter melhor produtividade no trabalho e na vida pessoal

Entenda as seis transições específicas que a teoria do Pipeline de Liderança apresenta.

Desenvolver líderes é um desafio, mas também uma grande vantagem para grandes empresas. Investir na evolução de um profissional de ponta é um benefício, já que ele estará adaptado a cultura da empresa, assim como preparado para as mudanças rápidas do mercado e, mais do que isso, para o papel que exerce neste contexto. Porém, existe uma preparação necessária nesta jornada do profissional. Muitas vezes, um colaborador se destaca por ter conhecimentos técnicos sobre um assunto e saber usar muito bem aplicá-los na sua rotina de trabalho. Daí, ele é promovido. Porém, ao chegar no novo cargo, ele percebe que aqueles conhecimentos valiosos que o ajudavam a se destacar na outra área não são mais um diferencial para o seu trabalho. Ele sente a necessidade de ter novas habilidades para atingir as expectativas do cargo novo.

Neste cenário, a teoria do “pipeline de liderança” se popularizou por justamente auxiliar no entendimento dessas questões. No sentido mais concreto do termo, pipeline é uma tubulação que tem vários outros canais diferentes interligados. É justamente uma metáfora para o ato de transformações e desdobramentos, que acontecem dentro de uma empresa.

Existem seis transições específicas que a teoria do Pipeline de Liderança destaca e que estão interligadas em determinados pontos. Isso ajuda na avaliação das competências necessárias que precisam ser desenvolvidas ou consideradas para que a mudança de cargo possa ser realizada com sucesso pelo colaborador em evidência:

  • Transição de gestor de si para gestor dos outros;
  • Transição de gestor dos outros para gestor de gestores;
  • Transição de gestor de gestores para gestor funcional;
  • Transição de de gestor funcional para gestor de negócios;
  • Transição de gestor de negócios para gestor de grupos;
  • Transição de gestor de grupos para gestor corporativo.

Essas transições ajudam o líder a entender o seu respectivo papel. Dessa forma, fica mais fácil pensar e tomar decisões de acordo com as expectativas e necessidades da equipe e empresa. Fica claro quais são os novos desafios e habilidades. O líder consegue ter mais autonomia para executar o que precisa na sua rotina.

Qualquer obstrução neste pipeline naturalmente gera bloqueios e repercussões não apenas na rotina do líder, mas também no da equipe e nos resultados da organização como um todo. Os principais problemas que acontecem neste processo são o aumento dos erros, aceitação de uma baixa performance, solicitações em excesso para o líder, tempos gastos excessivamente com reuniões e processos internos de controle e, consequentemente, resultados abaixo do esperado.

Esses são alguns dos motivos que mostram como a teoria do Pipeline de liderança é essencial para que as empresas possam definir e entender com clareza os papeis de cada colaborador, especialmente os líderes. Além disso, não basta ter certeza do papel, mas também do que é esperado efetivamente da realização e desempenho desse profissional.

Aqui na Duomo temos programas de desenvolvimento de liderança que utilizam como referência o pipeline de liderança. Nossa metodologia é personalizada para cada realidade e empresa. Entre em contato conosco para saber mais sobre educação corporativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colha resultados

Solicite um orçamento

Solicite um orçamento