Blog

A mudança do mindset do gestor para fazer gestão de pessoas

Postado dia 19/11/2020
Continue Lendo Entendendo como se faz um treinamento eficaz usando a metodologia 6D´s

Vivemos em um mundo instável, cheio de mudanças, novas tecnologias e competitividade. Assim, precisamos aprender a lidar com as transformações e nos adaptar a esse momento. 

Nesse sentido, a mudança do mindset do gestor envolve um adaptação de pensamento e precisa acontecer rapidamente, vez que isso proporciona crescimento para a empresa e melhores resultados para a equipe como um todo. 

Essa mudança, precisa ser estimulada principalmente pelo RH, ajudando o gestor a entender a transição de cargo e também auxiliar no desenvolvimento do repertório de gestão.

Índice – Neste artigo você vai encontrar: 

  1. Porque é preciso mudar o mindset do gestor? 
  2. O histórico de um modelo clássico e hierarquizado de gestão, afeta o mindset do gestor? 
  3. Quais são os maiores desafios para começar essa mudança do mindset do gestor para fazer a gestão de pessoas?
  4. Qual é o papel do RH nesse processo?
  5. E para as empresas, qual é o impacto que isso gera? 
  6. Os programas de desenvolvimento têm papel importante na mudança de mindset? 
  7. Qual seria uma dica importante para o RH no tema de mudança de mindset? 

Porque é preciso mudar o mindset do gestor? 

De forma geral, as empresas promovem como novos gestores pessoas que são extremamente competentes na operação, ou seja, as organizações sempre priorizam muito a capacidade técnica do colaborador para promovê-lo. 

Esse colaborador aceita o desafio de ser promovido e assume uma equipe sem ter o preparo necessário. Essa pessoa ainda não entende o que é ser um gestor e também todas as responsabilidades que isso gera. E, além disso, ela precisa lidar com a expectativa da empresa em relação a sua nova posição como líder. 

Ao começar a liderar a equipe, o novo gestor percebe que os colaboradores não respondem da forma que ele espera, assim, ele começa a  se encontrar em situações com um nível de complexidade muito grande. 

Ao ver que está recebendo uma pressão da empresa para bater as metas, esse gestor que também já foi da operação acaba saindo da posição de líder e vai para a execução. 

Ele executa o trabalho da equipe e diz tudo o que precisam fazer para chegar ao resultado pretendido, porém, esse comportamento não é saudável, vez que esse líder acaba realizando as tarefas pelas mãos de outras pessoas. 

É importante entender que, é muito desafiador para os novos líderes conseguirem aprender tão rápido como gerenciar pessoas. 

Por isso, a mudança do mindset do gestor precisa acontecer, pois o mundo não é mais estável e sem concorrência como o que vivíamos décadas atrás. 

Os novos gestores devem entender que precisam envolver mais os colaboradores para discutir, resolver problemas e pensar em soluções rápidas e inovadoras.

 O histórico de um modelo clássico e hierarquizado de gestão, afeta o mindset do gestor? 

Sabemos que o papel do gestor foi construído historicamente e começou a ser difundido pelo pai da administração científica, Frederick Taylor, que dizia como deveria ser a relação entre gestores e colaboradores. 

Após esse período, surgiu Jules Henri Fayol, o pai da administração científica, que defendia a relação de hierarquia dentro das empresas. 

Esses dois autores clássicos, sustentavam que todas as tomadas de decisão deveriam vir do gestor. Porém esse modelo funcionava bem em um mundo muito mais estável, sem muitas mudanças. 

Com essa essa forma de funcionar, o gestor se especializou em resolver problemas, porque não precisava ouvir o colaborador. 

Além disso, essa construção histórica faz com que o líder seja estimulado a pensar que se ele não sabe a resposta, não é um bom gestor. 

Quais são os maiores desafios para começar essa mudança do mindset do gestor para fazer a gestão de pessoas?

A mudança do mindset do gestor precisa acontecer rapidamente, já que vivemos na transformação digital, em um mundo instável e competitivo. 

Entender que o gestor não precisa saber tudo e que pode envolver a equipe, não deve ser visto como uma fragilidade desse novo líder. 

Na era digital, o gestor pode ser um especialista na área, mas precisa de gente protagonista, que auxilie na equipe.

É comum os colaboradores se depararem com problemas, mesmo há muito tempo na função e nesse caso acionam o gestor antes de pensar em resolver. Então, ao invés de devolver o problema para colaborador, o gestor apenas dá a resposta. 

Isso reforça a crença do colaborador e do gestor, que o problema deve ser resolvido pelo líder. Porém, se o gestor devolve o problema para o colaborador, quer dizer que ele é capaz de resolver.

O novo líder precisa rever a ideia construída de que ele é um gestor técnico e que deve ser o provedor de respostas do time.  

Ao possuir uma mentalidade de resolver problemas do dia a dia, este gestor está fora do Pipeline de Liderança, ou seja, ele está se dedicando a resolver problemas operacionais e assim, possui pouco tempo para pensar em estratégias e futuro da organização. 

Precisamos ter a ideia de um gestor ambidestro, ou seja, esse líder precisa ser bom em fazer a gestão de rotina, mas também precisa desenvolver pensamento estratégico e começar a pensar em cenários futuros para que a empresa continue competitiva.   

Assim, para que o gestor consiga se dedicar, pensar no futuro e construir a estratégia, ele precisa de colaboradores protagonistas que estejam cuidando da operação. 

Um ponto importante de mencionar é que a mudança de mindset do gestor pode fazer com que ele pense que está perdendo o poder dentro da organização. 

Nesse cenário, ele perde o poder de autoridade e imposição, mas ganha o poder de influenciador por envolver a equipe e empoderar as pessoas.  

Aqui é muito importante o papel do RH, pensando em como ajudar o novo gestor a entender a transição de cargo e também auxiliar a desenvolver o novo repertório de gestão. 

Qual é o papel do RH nesse processo?

O RH precisa abrir espaço para que os gestores conversem sobre os problemas do novo cargo, além disso, é importante criar um ambiente de segurança para que esse líder possa falar sobre as suas angústias. 

Também é necessário ajudar o gestor a entender a  transição de cenário e auxiliar na mudança da forma de pensar,  fazendo com que ele compreenda que não precisa ter todas as respostas. 

Assim, o checklist do papel do RH na mudança de mindset do gestor é: 

  1. Criar uma segurança psicológica;
  2. Ajudar a entender o papel de gestor;
  3. Como desenvolver o repertório da gestão. 

E para as empresas, qual é o impacto que isso gera? 

Caso não haja essa mudança de mindset, o primeiro problema  será a falta de agilidade da empresa. Ou seja, o negócio vai perder a capacidade de inovar, já que há poucas pessoas decidindo sobre o futuro e na maioria das vezes elas estão longe do problema. 

Empresas que não estimulam a musculatura da liderança e não formam novos líderes perdem a empatia. Além disso, organizações mais horizontais conseguem identificar tendências e expectativas da sociedade e dos clientes com maior facilidade. 

É importante ressaltar também que não adianta ter colaboradores protagonistas, se todos pensarem igual ao líder; é necessário estimular a diversidade para encontrar soluções inovadoras .

Os programas de desenvolvimento têm papel importante na mudança de mindset? 

Os treinamentos e programas de desenvolvimento são recursos muito poderosos no processo de mudança do mindset do gestor. 

No momento do programa, é um espaço onde o líder tem para repensar no seu papel.  Além disso, é quando ele pode começar a colocar em prática o que aprendeu sobre gestão de pessoas. 

Com essa mudança de mindset estimulada, líderes e colaboradores podem trabalhar juntos para obter mais resultados para o negócio.

Qual seria uma dica importante para o RH no tema de mudança de mindset? 

O RH, precisa entender que a mudança deve acontecer na cabeça do líder e do colaborador, assim, ao manifestar que a gestão precisa mudar, é necessário promover maior horizontalização do poder. 

______________

Aqui na Duomo, preparamos e apoiamos os novos gestores no processo de mudança do mindset. Desenvolvemos treinamentos com o objetivo de preparar os líderes para uma boa gestão de pessoas. 

Ficou interessado? Conheça nossos programas e entre em contato conosco. Aproveite para saber mais sobre esse tema no nosso canal do YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colha resultados

Solicite um orçamento

Solicite um orçamento