Blog

Comunicação assertiva: qual o impacto no ambiente organizacional?

Postado dia 19/08/2019
Continue Lendo Comunicação significativa é chave para mobilizar colaboradores e aumentar a produtividade

Ser assertivo não é sinônimo de ser estar certo, nem de impor sua opinião. É, na verdade, afirmar o que se fala, tal como na origem da palavra derivada do latim “affirmare”, que significa firmar-se em algo ou tornar-se firme, deixar algo claro.

Assim uma comunicação assertiva é aquela que evoca firmeza, que vai “direto ao ponto”, sem rodeios. E que é, também, uma comunicação fácil e simples de ser compreendida, cumprindo, assim, o objetivo de comunicar-se.

A seguir, discutiremos algumas questões sobre esse assunto, para que você entenda mais sobre o impacto desse tipo de comunicação no ambiente organizacional.

Como ter uma comunicação mais assertiva na empresa?

Para que haja uma comunicação mais assertiva na empresa, existem algumas boas práticas que podem ser adotadas por todos na organização. Vejamos quais:

Embase sua fala

Pode até parecer óbvio, mas, ao se expressar, é preciso que você saiba o que está falando e analise com quem está se comunicando. Se um chefe de setor está dando um treinamento para a sua equipe, por exemplo, é necessário que ele esteja pronto para eventuais questionamentos sobre o assunto abordado.

Também, quem fala precisa ter a habilidade de adaptar o estilo de linguagem utilizado, a depender de quem está ouvindo. Não adianta apenas saber o que se quer falar, se o discurso for permeado de termos, expressões e ideias incomuns a quem ouve.

Saiba escutar

Assim como um livro em uma estante não pode ser considerado uma forma de comunicação até que alguém o leia e o interprete, a comunicação só é efetiva quando ambas as partes se escutam e buscam compreender um ao outro, garantindo, assim, a assertividade na conversa.

Estudar e compreender quem é o seu ouvinte também ajuda a saber o momento certo de falar. Às vezes a pessoa está ocupada fazendo algo importante, concentrada em alguma atividade, e falar com ela pode não surtir o mesmo efeito do que em outros momentos, quando ela estaria mais disponível.

Desenvolva a capacidade de entender o outro

Se colocar de forma empática é essencial para a comunicação assertiva. É preciso entender que nem sempre algo que para nós é óbvio está, necessariamente, claro para outras pessoas.

Desse modo, é necessário paciência para explicar em um ritmo que o outro possa compreender e buscar exemplos que ajudem na exposição das ideias abordadas, falando com sofisticação e naturalidade, sem querer passar uma posição arrogante para o receptor. Em resumo, ser assertivo é falar de maneira direta sem cruzar a linha do desagradável ou agressivo.

Dê atenção à forma como você se expressa

Às vezes, uma simples entonação pode mudar o contexto de uma fala. Uma orientação pode parecer uma ordem autoritária, por exemplo, se ao invés de dar ênfase no que deve ser feito, a fala der foco na obrigação de realizar uma atividade. “Você tem que fazer isso ou aquilo” ao invés de “Você tem que fazer isso ou aquilo”.

Deve-se evitar que isso aconteça, com todos, tendo cuidados com a forma de expressão, oral e corporal. Lembre-se que tudo comunica, inclusive os gestos e olhares.

Reconheça os momentos de fala

A comunicação assertiva acontece quando há abertura para se falar. As conversas devem acontecer em dois turnos, um fala, o outro ouve e, na sequência, os papéis se invertem.

Quando há interrupções desses turnos ocorre o fenômeno qu eErving Goffman chama de footing, uma projeção meramente pessoal no discurso, comprometendo a qualidade da comunicação. É por conta disso que se faz necessário saber os momentos certos em que se deve falar e ouvir, para não enveredar o discurso para uma postura não profissional.

Que impactos a comunicação assertiva traz para o ambiente de trabalho?

Ela proporciona a melhor condução das tarefas da empresa, um alcance de resultados mais satisfatórios, a clareza dos processos, colaboradores mais valorizados e engajados, diminuição de conflitos, dentre outras vantagens.

Para retomar: a comunicação assertiva, de maneira geral, pode ser classificada como a comunicação baseada no equilíbrio, buscando a objetividade e o momento certo para que possa ocorrer o diálogo entre duas partes, como líderes e liderados, permitindo a ocorrência de todos os benefícios acima descritos.

Para continuar tendo acesso a conteúdos como este, você pode nos seguir nas redes sociais! Estamos no YouTube, no LinkedIn, no Instagram e no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colha resultados

Solicite um orçamento

Solicite um orçamento